Está grávida? Atenção aos Chás Abortivos

O chá é uma das bebidas mais versáteis que existem no mundo inteiro sendo que na maioria das vezes sempre tem os mesmos ingredientes e o que muda é apenas a forma de escrever traduzidos para as centenas de línguas!


Cada chá tem sua peculiaridade, aroma, sabor e cor que diferencia uns dos outros, desde calmante até mesmo emagrecedor entre dezenas de outros benefícios que podem oferecer!

Chás abortivos infográfico

Acontece que mesmo que sejam feitos de infusões leves, doces e mornos e caem bem no estômago, alguns podem apresentar complicações sérias para as mulheres grávidas, como é o caso do chá abortivo!

O risco de consumir algum tipo de chá abortivo durante a gravidez principalmente quando a gravidez está recente, tomar qualquer um desses chás podem não causar o aborto, mas, pode trazer consequências como má formação no bebê, trazer dificuldades na hora da amamentação e até fazer a mãe ter complicações sérias de saúde para o resto da vida!

 

Para que isto não aconteça fique atenta a algumas plantas que podem ser consideradas chá abortivo:

  • Aloe Vera (também chamada de Babosa), Catuaba, Angélica, Jarrinha;
  • Arnica, Artemísia (também chamada de Losna), Sene, Mata Pasto;
  • Erva de Santa Maria, Lágrima de Nossa Senhora, Mirra;
  • Copaíba, Trombeta, Cravo dos Jardins, Erva Grossa, Erva Andorinha;
  • Hera, Erva de Macaé, Azedaraque, Hortelã, Guaco, Noz Moscada;
  • Quebra Pedra, Peônia, Jaborandi, Erva de Bicho, Beldroega;
  • Pessegueiro, Romã, Cáscara Sagrada, Ruibarbo, Salsaparrilha;
  • Jurubeba, Ipê, Buchinha do Norte, Canela, Carqueja;

O problema do chá abortivo é que elevam a pressão arterial, e isto na gravidez pode provocar contrações uterinas e daria início a hemorragias que podem levar ao aborto, ou, em caso de conseguir segurar a gravidez, poderia causar outros problemas na formação do feto.

Na internet existem muitas controvérsias de que não existe nenhum tipo de chá abortivo já que é um efeito que cientificamente não foi comprovado ainda, o fato é que diante da possibilidade de interromper uma gestação, é melhor realmente não correr nenhum risco desnecessário.

Portanto, no caso de mulheres grávidas principalmente as jovens onde a gravidez não estava nos planos, a ingestão de qualquer um desses chás como já foi dito, pode não garantir o aborto espontâneo, pelo contrário pode causar males irreversíveis não só para o bebê como também para a mãe, o ideal nesses casos é procurar orientações com um ginecologista no início da gravidez.

E este médico é o mais indicado para orientar sobre os vários métodos anticonceptivos que existem para evitar uma futura gravidez.

Recomendados para você:

Compartilhe com seus amigos!
  • 29
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    29
    Shares