Chá de Agoniada é aliado das mulheres; saiba como

Chá de agoniada. O nome é curioso… E o que será que está por trás dele? É isso que vou mostrar hoje, assim como os potenciais de tratamentos da planta. Dá uma olhadinha nos próximos parágrafos e confira!

Muitas das indicações da erva estão ligadas aos problemas ou dificuldades das mulheres, devido suas condições hormonais diferentes dos homens. Mas existem outras possibilidades de uso do Chá de Agoniada. Veja:

  • Amenorreia, ajudando a estimular a função dos ovários e regular os ciclos menstruais
  • Ansiedade
  • Asma brônquica
  • Catarro crônico
  • Clorose (é uma doença frequente em mulheres jovens, um tipo de anemia que deixa o rosto pálido, causa perturbações no ciclo e fraqueza geral)
  • Cólicas menstruais
  • Constipação intestinal
  • Dispepsia
  • Dores – atuando como analgésico e sedativo
  • Edemas
  • Espasmos
  • Febre
  • Gastrite
  • Inflamações
  • Tensão pré-menstrual

Essa árvore grande de madeira bem rija e casca muito amarga é cultivada em território brasileiro, especialmente nas localidades entre Goiás e Rio Grande do Sul.

O Chá de Agoniada é feito das folhas e cascas do vegetal, que também é conhecido por nomes como: sucuba, quina-branca, tapouca, arapou, bellaco caspi e plumeria lanciflora.

Os bioativos da planta incluem: açúcares; alcaloides; fulvoplumerina; glicídios; glicosídeos; iridoides; óleos essenciais (farnesol e citronerol); plumerídeo; plumerina e ácido plumeritânico; princípios amargos e resinas.

Chá de Agoniada: preparo e contraindicações

Para fazer o Chá de Agoniada, você precisa de:

  • 1 Litro de água (mineral ou filtrada)
  • 2 Colheres (sopa) das folhas trituradas de Agoniada

Modo de preparar o Chá de Agoniada:

1. Despeje as folhas na água.
2. Leve ao fogo e, assim que a mistura levantar fervura, deixe a planta cozinhar durante 10 minutos.
3. Desligue o fogo e deixe o chá repousar, tampado, por mais 10 minutos.
4. Espere esfriar um pouco, coe e beba.

Geralmente, o indicado é tomar uma xícara de Chá de Agoniada três vezes ao dia. Não é recomendado beber tudo de uma vez.

Atenção: é fundamental o acompanhamento especializado, a supervisão profissional de um fitoterapeuta ou naturopata ao administrar ervas. As plantas medicinais podem ter contraindicações, efeitos colaterais e interações medicamentosas.

O conteúdo deste post tem função de informar. Apenas um médico pode decidir o que é melhor para cada pessoa e prescrever tratamentos de acordo com a situação específica.

Normalmente, o Chá de Agoniada é uma opção natural e caseira para ajudar a descer a menstruação atrasada, uma vez que favorece a circulação sanguínea e estimula o ciclo, além de auxiliar na redução do inchaço e do mal-estar, típicos da tpm. Um efeito similar ao de plantas como boldo, angélica e cravo-da-índia.

Porém, antes de consumir o Chá de Agoniada, é essencial ter certeza de que não há gravidez em curso, inclusive fazendo testes e/ou exames para garantir. Do contrário, a bebida pode provocar contração uterina, como acontece com os demais chás indicados para acelerar a menstruação.

Este é um exemplo de como é importante tomar cuidado com a ingestão inadequada de ervas, pois o Chá de Agoniada é capaz de prejudicar o bebê ou a gravidez, levando ao aborto ou má-formação do feto.

Sem falar que a planta Agoniada deve ser totalmente evitada durante a gestação por outro motivo também: as grávidas têm maior propensão a diarreias. E mais: não deve ser ingerida durante o aleitamento materno ou por crianças.

Para você ter uma noção, existe látex produzido na casca de Agoniada. Em doses elevadas, o produto pode causar síncope e outras complicações mais graves.

Como você viu hoje, o Chá de Agoniada possui esse nome curioso porque faz referência aos sintomas associados ao ciclo menstrual. E é uma bebida reconhecida tradicionalmente como remédio para mulheres. Porém, é bom usar os recursos naturais com bom senso, concorda?

Cuide-se!

Até a próxima…

Recomendados para você: