Chá de gergelim preto: benefícios para nossa saúde

Preto, marrom, amarelo… O gergelim é encontrado de várias maneiras e cores. Uma fonte de nutrientes que veio lá do Oriente e, do latim, é chamado de Sesamum indicum L. Conheça agora as formas de uso, assim como os benefícios dele e do chá de gergelim preto.

Em grãos, com casca, sem casca, moído, inteiro, em pasta, óleo ou manteiga. O gergelim, que vem sendo utilizado há milênios, contando com opções de consumo para todos os gostos e necessidades.

Entre seus principais benefícios, estão a proteção do cérebro e o fortalecimento dos ossos e coração. O que já é muito bom, diga-se. Mas tem muito mais!

O gergelim preto é mais rico em vitamina A e cálcio – nutrientes que ficam fáceis de serem aproveitados e absorvidos por nosso organismo quando triturados antes da ingestão.

Chá de gergelim preto

Mas, seja o preto, marrom ou amarelo, todos os tipos de gergelim são boas fontes de: ferro, fibras, vitamina E (poderoso antioxidante), fósforo, selênio, zinco, cálcio, manganês, vitaminas B1 e B2.

Uma semente tão pequena no tamanho e tão grande nas vantagens, pois ainda oferece ácidos graxos essenciais (ômega 3 e 6), fitoesterois e aminoácidos.

Lembrando da importância deles na inibição da síntese do ‘colesterol mau’ (LDL) e no favorecimento da memória. O motivo: otimizam a propagação dos impulsos nervosos.

Outra vantagem no consumo de gergelim é apontada por pesquisas e diz respeito a sua eficiência na prevenção e tratamento da diabetes.

Não é de se estranhar o amplo uso do gergelim por vegetarianos e macrobióticos, porque ele é uma excelente fonte de ácidos graxos e aminoácidos essenciais.

Receita de chá de gergelim preto

  1. Coloque duas colheres (sopa) de sementes de gergelim preto ligeiramente moídas em uma panela
  2. Adicione 1 ½ xícara de água fervente
  3. Deixe cozinhar por 15 minutos
  4. Beba o chá de gergelim preto e ingira as sementes

O chá de gergelim preto é recomendado para consumo diário durante duas ou três semanas. Costuma funcionar bem em casos de estagnação digestiva e constipação.

Serve, ainda, para reduzir distúrbios na visão, potencializar a produção de leite materno e tratar irregularidade na menstruação.

Para variar no sabor, basta acrescentar o malte de cevada. Uma mistura indicada especialmente para auxiliar no crescimento e escurecimento dos cabelos.

Caso tenha dificuldade de encontrar sementes pretas, use gergelim marrom ou amarelo.

Curiosidades sobre o gergelim

Sésamo é o outro nome da semente de gergelim. Esse alimento de alto valor nutricional, fonte de óleo e proteínas, chegou ao Brasil no século XVI, trazido pelos portugueses.

De lá para cá, muito foi descoberto, resultando em inúmeras aplicações, da indústria química à farmacêutica.

A cosmética é outra área que tem empregado a semente na busca por produtos que proporcionem renovação e beleza.

E tem mais: até nas rações para animais como porcos e bois o gergelim é adicionado, com objetivo de amaciar carnes e fazer parte das manteigas.

Um detalhe importante é que o nível de alergia ao gergelim, tanto em nós humanos quanto nos animais, é praticamente zero. Sem contar que o produto é riquíssimo em ferro, além de fornecer mais potássio e fósforo que o suco de laranja ou a banana.

A lecitina presente no gergelim é superior, inclusive, à da soja. A razão é sua consistência de emulsão, mais facilmente absorvida.

Se você é adepto de uma vida mais saudável e natural, certamente, não deixa faltar gergelim em casa. Caso ainda esteja iniciando nesse sentido, aproveite que 2017 só está começando para conquistar hábitos e resultados novos.

A receita de chá de gergelim preto já está aqui para ajudar!

Sucesso, e até o próximo post!

Recomendados para você: