Chás para depressão: hipérico é um dos mais recomendados; entenda os motivos

Aquela tristeza que demora demais a ir embora merece atenção especial e cuidados médicos em muitos casos. Depressão é um assunto sério e, quando é prescrito um tratamento, ele deve ser seguido direitinho. Mas, se for possível contar com ajuda de chás para depressão, melhor ainda, não é verdade?


Algumas plantas possuem um “quê” a mais no quesito devolver a alegria de viver à pessoa que enfrenta o problema. Quando o quadro é mais leve ou moderado, um chá antidepressivo tomado com regularidade é capaz de auxiliar na redução do desânimo e demais sintomas da doença.

Não é de hoje que os chás de ervas são excelentes alternativas populares no combate à muitas enfermidades físicas ou emocionais. Porém, os efeitos colaterais que muitos medicamentos provocam fazem com que certas pessoas acabem desistindo do tratamento no meio do caminho ou nem comecem…

Para você que é fã de um bom chá, confira a seguir as ervas mais usadas para aliviar sintomas da depressão, tais como ansiedade, insônia, mau humor e perda de memória.

Chá de folha de framboesa vermelha

É recomendado para casos depressivos ligados ao ciclo menstrual. As folhas contêm quercetina, um pigmento vegetal que age como um antidepressivo. Além disso, o chá de framboesa vermelha fornece ferro, magnésio, manganês, cálcio, vitaminas E, B e C.

Chá de hipérico

O hipérico, ou Hypericum perforatum, é uma erva famosa por suas propriedades calmantes e/ou antidepressivas. Também é chamada de erva-de-são-joão em alguns países, porém, este nome é dado à outras plantas.

A dica para não errar é procurar pelo nome científico. Assim, você evita a aquisição de espécies com apelidos iguais, mas com efeitos completamente diferentes, o que pode ser perigoso em determinadas situações.

O fato é que o hipérico é considerado uma erva ‘mágica’, sendo alvo de vários estudos por seus resultados no uso popular contra depressão leve e ansiedade. Na Alemanha, por exemplo, a agência de saúde vem validando a indicação da planta para este fim nas últimas décadas.

A principal prescrição por lá diz respeito à melhora dos níveis de serotonina, uma substância química que costuma aparecer em quantidades menores nas pessoas que sofrem de depressão.

Há relatos de que, ainda na Alemanha, a planta é até oito vezes mais prescrita que o Prozac, o antidepressivo da farmacologia convencional mais utilizado no mundo. Isto em casos de distimia e depressão clínica leve ou moderada.

Acredita-se que ela seja capaz de controlar até o nível dois da doença, elevando a produção de serotonina e possibilitando uma vida mais tranquila.

Por atuar sobre a melatonina, esta planta ajuda ainda a melhorar o sono, outro fator importante, principalmente para quem passa pela depressão.

Sem dúvida, Hypericum perforatum é um dos preferidos na produção de remédios fitoterápicos e medicamentos homeopáticos. O chá de hipérico pode ser aproveitado em forma líquida, cápsulas e tintura.

Como fazer o chá antidepressivo de hipérico

1. Coloque 1 colher de sopa da erva em ½ litro de água fervente;
2. Depois que levantar fervura, desligue o fogo;
3. Abafe o recipiente por 10 minutos;
4. Coe, espere amornar e beba até três xícaras ao dia.

Contraindicações e efeitos colaterais

Atenção: gestantes e mulheres que tomam anticoncepcionais orais não devem consumir a bebida.

Em geral, desde que o chá seja tomado da forma recomendada por um especialista, ele não costuma apresentar efeitos colaterais consideráveis.

Mas todas as dicas e informações citadas aqui não substituem o tratamento médico. Nenhuma planta pode curar qualquer doença. É preciso tomar um conjunto de medidas com acompanhamento específico e individual.

Jamais deixe de lado sintomas ligados à depressão. Procure ajuda médica. E se for possível incluir um chá para depressão, fica a dica!

Até o próximo post!

Recomendados para você:

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •