Chás para enxaqueca: receitas, recomendações e fatos sobre a doença

A enxaqueca não é uma dor de cabeça comum. Quem tem sabe. E vale tudo para aliviar o mal que às vezes chega a durar 72 horas, sem pausa. Os chás para enxaqueca são recursos naturais e acessíveis na luta contra o problema.


O chá de gengibre, por exemplo, tem ação anti-inflamatória. É composto por gingerol, uma substância que age como aspirina e serve para aliviar a inflamação e a dor. Uma das receitas é ralar 25 gramas de gengibre fresco, adicionar meio litro de água e ferver por 15 minutos; coar e beber na hora.

A hortelã traz óleos essenciais em sua composição. Eles contam com propriedades analgésica e anti-inflamatória, servindo tanto para minimizar as crises de enxaqueca quanto as demais dores de cabeça.

Seu preparo não tem mistério. Dá uma olhada…

Chá de hortelã

  1. Coloque 10 folhas de hortelã para ferver em 200 ml de água por cerca de três minutos
  2. Coe, adoce a gosto e tome a bebida logo em seguida, quando a temperatura estiver mais agradável

Entenda melhor a enxaqueca…

A enxaqueca é mais do que uma simples dor de cabeça tensional, cujo estresse é o culpado na maior parte das vezes. Um tipo de problema que aparece quando há tensão na musculatura do couro cabeludo, ombros e pescoço.

Chás para enxaqueca

Grande parte da população mundial é atingida há séculos pela enxaqueca. Longe de ser uma cefaleia, é, na verdade, uma síndrome neurológica, caracterizada por dores repetidas, normalmente pulsáteis.

As enxaquecas ocorrem quando há constrição das artérias na cabeça, fazendo com que o cérebro seja “pressionado”. Por isso, os sintomas incluem distúrbios visuais, náuseas, sudorese, eventual dilatação das artérias, entre outros.

Algumas pessoas desenvolvem enxaqueca porque são sensíveis a alimentos como chocolate, queijos envelhecidos e vinho (tinto).

Ela pode afetar um lado só da cabeça ou os dois. É uma doença crônica que atinge mais mulheres que homens. Geralmente, vem acompanhada de sensibilidade à luz e barulhos, além de vômito e irritabilidade.

Existem remédios para controlar as crises. A questão é que utilizá-los com muita frequência pode levar à perda de eficácia, pois o organismo acaba se acostumando.

Mais um motivo para investir nos chás para enxaqueca. É sempre bom contar com um recurso assim para ter o bem-estar de volta. Afinal, não tem como levar uma vida produtiva e feliz com dores lancinantes constantes, não é mesmo?

Melhor mesmo é seguir os conselhos da vovó e fazer um chazinho caprichado. Anote aí uma dica imperdível, o chá de laranja, que é fonte de vitamina C, fortalece a imunidade e protege nosso corpo contra a dor intensa.

Chá de laranja

  1. Retire as cascas de duas laranjas
  2. Coloque-as em um recipiente com 300 ml de água
  3. Deixe ferver por cerca de cinco minutos
  4. Esprema as frutas, extraindo todo o seu suco
  5. Misture o sumo com o chá das cascas
  6. Coe e adoce com mel, se preferir

Beba o chá ainda morno várias vezes por dia.

Os chás de ervas calmantes (lavanda, erva-cidreira e camomila) são excelentes pedidas quando a ideia é acalmar os nervos, relaxar os músculos e aliviar dores de cabeça. Receitas com eles não faltam, mas é importante testar até encontrar aquele chá que funciona melhor para cada pessoa.

Acima de tudo, é preciso decifrar as causas de uma dor de cabeça, principalmente quando ela é persistente ou grave. E somente uma consulta com um profissional de saúde qualificado pode fazer isso – para aí, sim, começar um tratamento específico.

Um chazinho de vez em quando pode ser útil, porém, não podemos mascarar sintomas com qualquer tipo de remédio, incluindo os da fitoterapia. Procure sempre um diagnóstico correto de seu problema.

Até o próximo post! Cuide-se…

Recomendados para você:

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •