Chá de cravo-da-índia: veja seus benefícios medicinais e estéticos

Caryphyllus aromaticus é uma planta da família das Miraceae, também chamada de craveiro-da-índia, cravo-de-cabecinha, rosa-da-índia e cravo-de-defunto. É desta espécie oriunda da Ásia que se extrai o chá de cravo-da-índia.

A maioria das pessoas conhece a planta na culinária, pois ela é utilizada para temperar diversos pratos. Na verdade, os cravos-da-índia que usamos na cozinha são os botões, as flores ainda não abertas de craveiro-da-índia.

Sem dúvida, é um condimento versátil, que vai do doce ao salgado. Geralmente, o cravo é aproveitado em doces (compotas, pudins, tortas, bolos), caldos, ensopados e pães, além de bebidas como ponches quentes, licores e vinhos.

O cravo-da-índia serve para dor de dente, micose de unha, vermes, problemas nas vias respiratórias, inflamação na garganta, febre, gases, candidíase oral, higiene da boca e muito mais.

Chá de cravo-da-índia

A planta tem as seguintes propriedades terapêuticas: antisséptica, afrodisíaca, digestiva, excitante, sudorífica, tônica do estômago e estimulante; antifúngica, antiviral, repelente de insetos, aperiente e bactericida.

Para isso, dispõe de princípios ativos que incluem o ácido oleânico, eugenol, acetato de eugenol, beta cariofileno, taninos, ácido gálico, esteróos, quercetina, triterpeno, cetona, ceras vegetais, benzaldeído, chavicol, ácido gálico, resinas, esteróis glicosídicos e kaempferol.

A especiaria, portanto, pode fornecer muito mais do que forte aroma e sabor aos pratos. O cravo-da-índia oferece ação analgésica, auxiliando em casos de dores de cabeça e cólicas menstruais.

Conta ainda com poder antioxidante, pois libera hidrogênio e reduz a chamada peroxidação lipídica, isto é, degrada gorduras poli-insaturadas. Assim, favorece o combate ao envelhecimento precoce das células.

O chá de cravo-da-índia funciona como antisséptico bucal, atacando o mau hálito. E também é utilizado em casos de hipotireoidismo, uma vez que favorece o bom funcionamento da glândula tireoide.

E tem mais: o consumo da bebida está ligado ao controle do colesterol e do excesso de peso.

É que o chá de Caryphyllus aromaticus teria a função de acelerar o metabolismo, aumentar a produção de saliva e outros elementos encarregados da digestão. Desta forma, intensificaria a queima de gordura, tornando o emagrecimento mais rápido.

Como fazer o chá de cravo-da-índia

  1. Em uma panela, coloque 1 litro de água e 1 colher (sopa) de cravos-de-cabecinha
  2. Leve ao fogo e, ao alcançar fervura, deixe a mistura no recipiente por mais 10 minutos
  3. Depois, desligue o fogo e espere a bebida ficar morna
  4. Coe e tome o chá de cravo-da-índia, no máximo três vezes por dia

Outra versão de chá que inclui a rosa-da-índia leva o nome de ‘chá chapa abdômen’. Veja como fazer:

  1. Separe 1 punhado de cravo-da-índia, 3 pedaços de canela em pau, 3 colheres (sopa) de gengibre ralado e 1 litro de água
  2. Despeje a água, a canela e o cravo em um recipiente
  3. Leve ao fogo até alcançar fervura
  4. Desligue e acrescente o gengibre
  5. Tampe e espere descansar durante 5 minutos
  6. Coe e beba o chá de cravo-da-índia quente ou gelado

O segredo desta receita é a união do cravo, canela e gengibre, proporcionando grande potencial de redução de medidas. A mistura age como um termogênico, potencializando o gasto de calorias durante a digestão. Com isso, é possível também reduzir o inchaço na região da barriga.

Mas atenção! Existem contraindicações em relação ao consumo de cravo-da-índia. Gestantes não devem ingerir qualquer medicamento ou chá feito com a rosa-da-índia, porque a planta tem capacidade de provocar contrações no útero e, portanto, aborto.

Agora, se você está liberado para aproveitar os sabores e benefícios que o chá de cravo-da-índia pode oferecer, basta usar uma das receitas de hoje e ficar mais saudável.

Até o próximo artigo com novas opções de chás!

Recomendados para você:

Comments are closed.