Chá de Hárpago ou Garra do Diabo; para que serve?

Chá de Hárpago é um dos nomes de uma planta bem amarga e original da África. Hoje vou mostrar as propriedades da Garra (ou Unha) do Diabo, e os “poderes” atribuídos à infusão feita com ela.

Seu nome oficial é Harpagophytum procumbens D.C. E os componentes que dão o gosto amargo à planta são chamados de iridóides. Um deles, o harpagosídeo, possui efeito anti-inflamatório comprovado, sendo este um de seus principais atrativos enquanto remédio natural.

O consumo de Chá de Hárpago vem sendo considerado benéfico ao organismo humano, depois de pesquisas científicas e estudos clínicos. As propriedades da erva incluem a capacidade analgésica, outro ponto forte da planta.

Entre as indicações do Chá de Garra do Diabo estão o combate à tendinite, auxílio contra doenças reumáticas, enfermidades na bexiga, fígado e rins; coadjuvante no alívio de sintomas da diabetes; ajuda em quadros de colesterol ruim elevado, problemas na vesícula, distúrbios nos intestinos e pâncreas.

Pessoas que sofrem de doenças como artrite, artrose, fibromialgia ou dores na coluna costumam recorrer ao Chá de Hárpago para minimizar dores e outros desconfortos.

Atenção: é fundamental o acompanhamento especializado, a supervisão profissional ao administrar ervas. As plantas medicinais podem ter contraindicações, efeitos colaterais e interações medicamentosas. O conteúdo deste post tem função de informar. Apenas um médico pode decidir o que é melhor para cada pessoa e prescrever tratamentos de acordo com a situação específica.

Caso você esteja procurando um anti-inflamatório ou analgésico natural, e não haja um impedimento médico para consumir Chá de Hárpago, veja como fazer a bebida:

1 – Lave as raízes de Unha do Diabo e espere até que elas sequem completamente antes de preparar o chá.

2 – Depois da secagem total da planta, faça o chá por infusão, mantendo a chaleira tampada. Ou seja, é preciso despejar a água fervente sobre as raízes de Hárpago, deixando em repouso até esfriar, para que os princípios medicamentosos sejam extraídos.

Em geral, o Chá de Hárpago deve ser consumido até três vezes por dia. Se você não encontrar as raízes de Garra do Diabo para preparar a infusão, uma vez que a planta é importada, existe outra opção: consumir a erva em forma de cápsula ou óleo.

Chá de Hárpago: efeitos colaterais, contraindicações e outras informações

A ingestão de Garra do Diabo possui efeitos colaterais e contraindicações. Gestantes e lactantes não devem consumir o Chá de Hárpago. Também é preciso evitar a erva em casos como: desordens intestinais, úlceras gástricas ou litíase vesicular.

Pacientes hipertensos devem ter precaução com o uso da planta devido à possível cardioatividade. Consulte sempre seu médico para analisar seu quadro geral de saúde e descobrir outras contraindicações, especialmente se já estiver em algum tratamento. Outros efeitos adversos associados ao Chá de Unha do Diabo são mais leves: vômito, diarreia, flatulência e dispepsia.

Quanto ao tempo para fazer efeito, ele depende muito da necessidade e de como o organismo reagirá ao Chá de Hárpago. Se a intenção é ingerir o Chá de Unha do Diabo como analgésico ou anti-inflamatório, os resultados tendem a aparecer em até três semanas, por exemplo.

Em situações como reumatismo, rigidez nas articulações e diabetes, as respostas podem levar até três meses para serem percebidas.

Além de bela, a Garra do Diabo é uma planta que ganhou popularidade no mundo quando as descobertas dos benefícios de seu chá foram sendo propagadas. Acredita-se, inclusive, que sua ingestão regular aumenta a chance de um envelhecimento mais saudável, com qualidade de vida.

Os motivos estariam em sua capacidade de deixar melhorar a elasticidade e a leveza das articulações, além de aumentar a imunidade, dificultando o surgimento de doenças comuns entre os idosos, principalmente as do trato respiratório.

Fale com seu médico sobre o Chá de Hárpago! Espero que este artigo possa ajudar você a viver mais – e feliz!

Até breve…

Recomendados para você:

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •