Chás para pressão alta: aprenda receitas e controle o problema

A pressão alta, ou hipertensão, é uma ameaça séria e silenciosa. Afeta centenas de pessoas, e muitas nem sabem que sua pressão arterial está alterada até tomar aquele susto quando a crise chega.

Porém, com acompanhamento médico e chás para pressão alta, é possível amenizar a situação e evitar maiores complicações.

Conheça agora os principais chás medicinais que podem auxiliar em quadros de pressão arterial elevada:

  • Alho – amasse 1 dente de alho e ferva por 3 minutos em 1 xícara de chá de água. Espere ficar morno, coe e beba o chá de alho a cada 12 horas. A bebida é, comprovadamente, um bom remédio natural para hipertensão.
  • Embaúba – a infusão dessa planta brasileira é feita usando 1 xícara de água fervente e 1 colher de chá as folhas de embaúba picadas e secas. Deixe em repouso por 10 minutos, coe e tome até 3 xícaras da bebida por dia.
  • Melissa (erva-cidreira) – é um calmante natural e que também ajuda a controlar a pressão. Coloque para ferver 2 xícaras de chá de água, 1 colher (chá) de folhas picadas de melissa e a mesma medida de folhas frescas de maracujá. Apague o fogo, espere amornar e coe. Pode ser consumido três vezes por dia.
  • Batata inglesa e chuchu – ferva a casca de 5 batatas durante 20 minutos em fogo baixo. Coe, espere amornar e beba 2 xícaras do líquido ao longo do dia. No caso do chuchu, a receita é praticamente igual, mas no lugar das cascas utilize o miolo. O chá de chuchu pode ser consumido a cada 3 horas.
  • Hibisco, alecrim e margarida – uma mistura que fornece propriedades anti-hipertensivas, diuréticas e calmantes. Ferva 1 litro de água juntamente com: 1 colher (sopa) de flores de hibisco, 3 colheres (sopa) de folhas secas de margarida e 4 colheres (chá) de folhas secas de alecrim.

Deixe a bebida amornar por 5 minutos, coe e adoce com mel, se preferir. Tome de 3 a 4 xícaras do chá por dia, no intervalo das refeições.

Chás para pressão alta

Importante: estes chás são contraindicados em casos de gravidez, amamentação, problemas na próstata; gastrite, gastroenterite ou úlceras estomacais.

Os chás de ervas para pressão alta não fazem o trabalho sozinhos. É necessário reduzir o sal na dieta e fazer atividade física constantemente, nem que seja uma caminhada de 30 minutos três vezes na semana.

Em geral, tomar chá para hipertensão é indicado para deixar o problema estabilizado, digamos assim. Ou seja, quando ela é maior que 140 x 90 mmHg, mas a pessoa não tem sintomas tais como tontura, visão embaçada, dor de cabeça forte e enjoo.

Quando a hipertensão vem acompanhada por estes sintomas, é hora de ir logo ao pronto socorro para tomar as devidas providências.

Entre os fatores de risco para a elevação da pressão estão a obesidade, hereditariedade, alimentação deficiente (com excesso de sal), estresse, tabagismo e abuso de bebidas alcoólicas.

Entenda a hipertensão

O termo é pressão arterial porque o sangue é transportado através das artérias para todo o corpo. Estas, por sua vez, têm mais pressão do que as veias, responsáveis pelo caminho inverso, isto é, mandar o sangue de volta para o coração.

Dá-se o nome de pressão sistólica quando o coração se contrai; e diastólica quando ele dilata. Por isso, ao aferir a pressão temos sempre dois valores.

Por exemplo: 120 por 70 (ou 12 por 7) quer dizer que a sistólica está em 120mm de mercúrio e a diastólica está em 70mm. Traduzindo: é nosso coração contraído a 120mm e distendido em 70mm.

Assim, a sistólica entre 130 e 140 significa que há alteração. Portanto, é uma ‘normal/alta’. O mesmo vale para a diastólica entre 85 e 90.

São situações que já precisam de atenção, acompanhamento médico e investigação de suas causas.

Quem tal incluir um dos chás para pressão alta que você aprendeu de hoje nos cuidados com a saúde?

Até breve com mais dicas!

Recomendados para você:

Comments are closed.